Honra e Gloria aos que tão novos lá deixaram a vida. Foram pela C.C. S.-Manuel Domingos Silva!C.Caç. -1558- - Antonio Almeida Fernandes- Alberto Freitas - Higino Vieira Cunha-José Vieira Martins - Manuel António Segundo Leão-C.Caç-1559-Antonio Conceição Alves (Cartaxo) -C.Caç-1560-Manuel A. Oliveira Marques- Fernando Silva Fernandes-José Paiva Simões-Carlos Alberto Silva Morais- Luis Antonio A. Ambar!~
R. T. P 3....R.T.P 2....R.T.P.MEMÓRIA....SPORT TV

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Missa sobre o mundo e a Capela dos Bidons



              Um Capelão militar em África
             Norte de Moçambique,Miandica
                       1 de Abril de 1968
             Por: José Rabaça Martins, Padre do BART 2838


Brazão do CART.2838
    Uma vez mais.eis que não tenho um altar
    nem toalhas,nem hóstia,nem cálice/
    para celebrar o sacrifício da Missa/
    segundo os rituais e as normas estabelecidas.../
    Tenho,mas não pode haver Missa/
    Estamos em plena guerra e de rigorosa prevenção/
    As tropas de elite saíram para uma operação/
  não pode haver ajuntamentos/ ou actividades que não permitam uma reacção pronta e imediata../
Estamos em pleno mato./É o destacamento mais pequeno e mais isolado do Batalhão/  no meio do maior isolamento e desolação! Somos cerca de três dezenas de soldados./Tenho os nervos num feixe como eles mas não o posso dar a entender.../É pior a expectativa do que a acção planeado e movimentada,comenta, o comandante do destacamento/um Alferes Miliciano com os estudos em suspenso/ até ao fim da guerra dele ou.../para sempre!...?/Há rumores.Há ditos.Há avisos.Houve certas informações./Houve um morto há poucos dias precisamente no dia em que este grupo veio substituir o destacamento que cá estava.../Vieram atrás de vocês chekas dum raio.../Uma vez ou outra atacam de longe daquele.../ e mal tiveram tempo de se abrigar/as granadas de morteiro começaram a chover/e foi um tiroteio infernal.../Os chekas não se mexem.Abrigam-se./Deixem actuar os"velhinhos"/.O do morteiro, sozinho,valia por um exército inteiro!/Chegou a juntar cinco tiros no ar.../ A primeira granada deles acertou em cheio na barreira onde eles estavam...a segunda ao pé do mastro...e a terceira foi a que matou o soldado e o resto dos estilhaços bateram no

Nossa Senhora de Miandica
Rogai Por Nós
Mandado construír pelo
1º Pelotão da CCAÇ 1558
 nicho que além erguemos a Nossa Senhora de Miandica Rogai por Nós,que ali está desde 10 de Novembro de 1967,senão teria sido uma mortandade completa...Esta santinha deve ter salvo muitos de morrerem...Só aquele é que não se salvou!.../As outras já foram cair longe para a mata...Com os primeiros tiros,o morteiro deve ter desmoralizado os Turras que atacavam./Dentro em pouco estava tudo sereno e não houve mais ataques até hoje.../Valha-nos aqui Nossa Senhora que este destacamento é só matadouro sem utilidade nenhuma a guardar um mastro com a bandeira no meio do deserto que esta mata inexplorada!/Há prevenção para qualquer eventualidade.Uma defesa de um ataque surpresa ou uma saída rápida em socorro dos que partiram em operação de retaliação e prevenção.../Conversa-se pouco./
Aliás,todos somos poucos e cada um está no seu posto e tem as tarefas a cumprir.../Cada um rumina para si o medo e as incertezas as revoltas./
Pode ser desolador partilhar tanta carga./Pode desmoralizar./Há que passar,ir conversando,ir animando.../Dar-lhes uma oportunidade,que falem,que desopilem,que digam.../Provocá-los para que não se metam na concha ou fiquem ali a tiritar de medo...Nestas alturas perde-se a noção dos outros...o inimigo desconhecido e inesperado tem mil formas.../perde-se a noção dos companheiros.../Cada um tem a tentação de se encolher e pensar em si...Ouvidas estas sábias estratégias dos entendidos militares/passado algum tempo estou só,no alto da barreira,porque não pode haver a mínima distracção.../A noite cai e o estado de tensão aumenta./Deve rondar pela meia noite!Uma vez mais,eis que não tenho um altar,nem toalhas,nem hóstia,nem cálice/para celebrar o sacrifício da Missa./Eis que Te ofereço,Senhor,esta Missa do Galo,nesta noite de insónias forçadas sem a alegria expectante do Natal em Abril...................




Com a devida vénia A Capela dos Bidons foi tirada daqui

Sem comentários: